|

Blade switch Cisco Catalyst 3130G

intel-core
Estamos aqui para ajudar. Contacte um especialista da Dell ›

Cisco Catalyst 3130G

Clientes de Dell M1000e existentes que procuram utilizar o investimento de rede existente para ajudar a reduzir os custos operacionais

 
Blade switch Cisco 3130G

 

Atributos de portas

  • 20 portas de comutação (16 internas, 4 externas) Gigabit Ethernet 10/100/1000BASE-T com detecção automática
    4 portas Gigabit Ethernet SFP (Small Form-Factor Pluggable) (utilizando Módulos de Conversão Cisco TwinGig incluídos nas ranhuras X2)
    Uma porta de consola externa
    2 conectores empilhados de alta velocidade (Virtual Blade Switch)

Desempenho

  • Estrutura de comutação até 128 Gbps
    Velocidade baseada em pacotes de 64 bytes; até 59,2 milhões de pacotes por segundo (mpps)
    Unidades de transmissão máxima (MTUs) configuráveis até 9018 bytes (frames Jumbo)
    256 MB DDR SDRAM
    64 MB de memória flash

Encaminhamento

  • Base IP:
    Encaminhamentos estáticos
    RIPv1 (Routing Information Protocol Version 1) e RIPv2
    Stub EIGRP

    Actualização de serviços IP: Inclui funcionalidades de base IP e outros
    OSPF
    EIGRP
    BGP

    Actualização de serviços IP avançados: Inclui funcionalidades de base IP, funcionalidades de serviços IP e outros
    OSPFv3
    RIP

VLAN

  • É possível criar troncos VLAN a partir de qualquer porta, utilizando a etiquetagem IEEE 802.1Q baseada em normas ou a arquitectura ISL (Inter-Switch Link) VLAN da Cisco.
    São suportadas até 1005 VLANs e até 128 instâncias Spanning Tree por comutador.
    São suportados 4096 IDs VLAN.
    O Cisco VTP suporta VLANs dinâmicas e configuração de troncos dinâmica em todos os comutadores.

Qualidade de serviço

  • O desempenho da velocidade de linha permite funções QoS altamente granulares (por exemplo, limitação de velocidade granular).
    Os fluxos de dados assíncronos a montante e a jusante da estação final ou num uplink são facilmente geridos utilizando políticas de entrada e modulação da velocidade de saída.
    São fornecidas as classificações dos campos CoS e DSCP IEE 802.1p, utilizando marcação e reclassificação numa base por pacote por endereço IP de origem e destino, endereço MAC de origem e destino, ou número de porta UDP ou TCP de camada 4.
    A limitação da velocidade é fornecida com base no endereço IP de origem e destino, endereço MAC de origem e destino, informação de UDP ou TCP de camada 4, ou qualquer combinação destes campos, utilizando ACLs QoS (ACLs IP ou ACLs MAC), mapas de classes e mapas de políticas.
    São permitidos até 64 implementadores de políticas agregados ou individuais por porta.
    As ACLs de QoS de plano de dados e plano de controlo Cisco em todas as portas ajudam a garantir uma marcação adequada por pacote.
    4 filas de saída por porta permitem uma gestão diferenciada de até 4 fluxos de tráfego.
    O agendamento SRR ajuda a garantir a prioridade diferencial de fluxos de pacotes, servindo inteligentemente as filas de saída.
    O WTD (Weighted Tail Drop) permite evitar o congestionamento nas filas de entrada e de saída antes que ocorra uma ruptura.
    As filas com prioridade estrita garantem que os pacotes de maior prioridade são servidos antes do restante tráfego.
    A função CIR (Committed Information Rate) da Cisco garante largura de banda em incrementos tão baixos quanto 8 Kbps.

Segurança

  • A norma IEEE 802.1x permite uma segurança dinâmica, baseada em portas, que fornece autenticação de servidor.
    A norma IEEE 802.1x com atribuição de VLAN permite uma atribuição de VLAN dinâmica para um servidor específico, independentemente do local onde o servidor está ligado.
    A norma IEEE 802.1x e segurança de portas são fornecidas para autenticar a porta e gerir o acesso à rede para todos os endereços MAC, incluindo os do servidor.
    A norma IEEE 802.1x com uma atribuição de ACL permite políticas de segurança específicas baseadas em identidade, independentemente do local onde o servidor está ligado.
    A norma IEEE 802.1x com VLAN de convidado permite que servidores sem clientes IEEE 802.1x tenham acesso limitado à rede na VLAN de convidado.
    As ACLs VLAN (VACLs) de segurança Cisco em todas as VLANs evitam que sejam criadas pontes entre fluxos de dados não autorizados nas VLANs.
    As ACLs baseadas em portas (PACLs) permitem que sejam aplicadas políticas de segurança a portas de comutação independentes.
    O SSHv2, o Kerberos e o SNMPv3 fornecem segurança de rede encriptando o tráfego do administrador durante sessões Telnet e SNMP. O SSH, o Kerberos e a versão criptográfica do SNMPv3 requerem uma imagem de software criptográfico especial devido às restrições de exportação dos E.U.A.
    O protocolo SSL (Secure Sockets Layer) fornece um meio seguro para utilizar ferramentas baseadas na Web, como gestores de dispositivos baseados em HTML.
    A VLAN Edge privada fornece segurança e isolamento entre portas de comutação, ajudando a garantir que os utilizadores não conseguem visualizar o tráfego de outros utilizadores.
    O suporte para dados bidireccionais na porta SPAN (Switched Port Analyzer) permite ao sistema Cisco Secure Intrusion Detection System (IDS) agir quando é detectado um intruso.
    A autenticação TACACS+ e RADIUS permite o controlo centralizado do comutador e impede que utilizadores não autorizados alterem a configuração.
    A notificação de endereço MAC permite que os administradores sejam notificados de servidores adicionados ou eliminados da rede.
    A segurança de portas limita o acesso a uma porta ou tronco de acesso com base no endereço MAC.
    Após um período de tempo específico, a funcionalidade de envelhecimento retira o endereço MAC do comutador para permitir que outro servidor estabeleça ligação à mesma porta.
    A segurança multinível no acesso à consola evita que utilizadores não autorizados alterem a configuração do comutador.
    O modo de aprendizagem de endereço seleccionável pelo utilizador simplifica a configuração e melhora a segurança.
    A BPDU Guard desactiva interfaces PortFast de protocolo Spanning Tree quando as BPDUs são recebidas, de forma a evitar loops de topologia acidentais.
    A STRG (Spanning Tree Root Guard) evita que dispositivos de perímetro, fora do controlo do administrador da rede, se tornem nós de raiz do protocolo Spanning Tree.
    A filtragem IGMP proporciona autenticação multicast, filtrando não-subscritores, e limita o número de fluxos multicast simultâneos disponíveis por porta.
    A atribuição de VLAN dinâmica é suportada através da implementação da função cliente VMPS (VLAN Membership Policy Server) para proporcionar flexibilidade na atribuição de portas a VLANs. A VLAN dinâmica permite a rápida atribuição de endereços IP.
    São suportadas 1000 entradas de controlo de acesso de segurança.
    A inspecção DAI (Dynamic Address Resolution Protocol (ARP)), ajuda a garantir a integridade do utilizador, evitando que utilizadores maliciosos explorem a natureza insegura do ARP.
    A inspecção DHCP evita que utilizadores maliciosos enganem um servidor DHCP e enviem endereços falsos. Esta funcionalidade é utilizada por outras funcionalidades de segurança primárias, para evitar uma série de outros ataques, como envenenamento ARP.
    O IP Source Guard evita que um utilizador malicioso engane ou se apodere do endereço IP de outro utilizador criando uma tabela de ligação entre a VLAN, a porta e o endereço IP e MAC do cliente.
    As VLANs privadas limitam o tráfego entre sistemas centrais num segmento comum, segregando o tráfego na camada

Chassie

  • Dimensões (C x L x A) - 24,8 x 23,1 x 2,9 cm
    Peso - Aproximadamente 1,8 kg

Suporte MIB

  • BRIDGE-MIB (RFC1493)
    CISCO-CDP-MIB
    CISCO-CLUSTER-MIB
    CISCO-CONFIG-MAN-MIB
    CISCO-ENTITY-FRU-CONTROL-MIB
    CISCO-ENVMON-MIB
    CISCO-FLASH-MIB
    CISCO-FTP-CLIENT-MIB
    CISCO-IGMP-FILTER-MIB
    CISCO-IMAGE-MIB
    CISCO IP-STAT-MIB
    CISCO-MAC-NOTIFICATION-MIB
    CISCO-MEMORY-POOL-MIB
    CISCO-PAGP-MIB
    CISCO-PING-MIB
    CISCO-PROCESS-MIB
    CISCO-RTTMON-MIB
    CISCO-STP-EXTENSIONS-MIB
    CISCO-SYSLOG-MIB
    CISCO-TCP-MIB
    CISCO-VLAN-IFTABLE-RELATIONSHIP-MIB
    CISCO-VLAN-MEMBERSHIP-MIB
    CISCO-VTP-MIB
    ENTITY-MIB
    ETHERLIKE-MIB
    IF-MIB (não são suportados contadores de entrada e saída para VLANs)
    IGMP-MIB
    OLD-CISCO-CHASSIS-MIB
    OLD-CISCO-FLASH-MIB
    OLD-CISCO-INTERFACES-MIB
    OLD-CISCO-IP-MIB
    OLD-CISCO-SYS-MIB
    OLD-CISCO-TCP-MIB
    OLD-CISCO-TS-MIB
    RFC1213-MIB (por agente; capacidades especificadas em CISCO-RFC1213-CAPABILITY.my)
    RFC1253-MIB
    RMON-MIB
    RMON2-MIB
    SNMP-FRAMEWORK-MIB
    SNMP-MPD-MIB
    SNMP-NOTIFICATION-MIB
    SNMP-TARGET-MIB
    SNMPv2-MIB
    TCP-MIB
    UDP-MIB

Normas suportadas

  • IEEE 802.1s
    IEEE 802.1w
    IEEE 802.1x
    IEEE 802.3ad
    IEEE 802.3x full duplex em portas 100BASE-TX e 1000BASE-T
    IEEE 802.1D protocolo Spanning Tree
    Prioridade CoS IEEE 802.1p
    IEEE 802.1Q VLAN
    Especificação IEEE 802.3u 100BASE-TX
    Especificação IEEE 802.3ab 1000BASE-T
    Especificação IEEE 802.3z 1000BASE-X
    1000BASE-SX
    1000BASE-LX/LH
    Normas RMON I e II
    SNMPv1, SNMPv2c e SNMPv3

Condições ambientais de funcionamento

  • Temperatura de funcionamento: 0° a 40 °C
    Temperatura de armazenamento: -25° a 70 °C
    Humidade relativa de funcionamento: 10 a 85% sem condensação
    Humidade relativa de armazenamento: 5% a 95% sem condensação
    12 V a 6,25 A (75 W) (máx.)

A Dell EMC oferece serviços completos de ponto-a-ponto

A otimização do ciclo de vida das TI é vital. A Dell EMC tem serviços especializados* para todas as fases do ciclo de vida, que lhe permitem poupar tempo e recursos, reduzir o esforço e melhorar a sua experiência de TI.
Enterprise Support Manage

ProSupport Enterprise Suite

Consiga a liberdade necessária para concentrar-se na transformação do seu negócio com o suporte especializado e os conhecimentos que tornaram a Dell EMC reconhecida em todo o mundo. Escolha o suporte adequado com base no nível de importância de sistemas específicos. Tem à sua disposição a análise preditiva automática, a assistência colaborativa de terceiros e a gestão de contas de assistência.
ProDeploy

ProDeploy

O ProDeploy Enterprise Suite ajuda-o a tirar o máximo partido da tecnologia logo a partir do primeiro dia. Delegue aos especialistas da Dell EMC todas as tarefas de implementação, desde as instalações básicas de hardware até ao planeamento, à configuração e às integrações complexas. A nossa gama completa de serviços de implementação e certificações profissionais vai ajudar a alcançar resultados empresariais, agora e no futuro.
Certificação

Formação

Os Education Services oferecem um amplo conjunto de serviços de formação. Estes serviços podem ser prestado de uma variedade de formas, onde se incluem a formação ministrada por um instrutor, a formação online ao próprio ritmo e a formação ministrada por um instrutor virtual. Com programas de formação abrangentes e flexíveis, é simples garantir que a sua equipa dispõe das competências necessárias para gerir e tirar o máximo proveito da sua nova tecnologia.
Consultoria

Consultoria

Os serviços de consultoria oferecem orientação especializada para ajudá-lo a desenvolver, otimizar e transformar o seu ambiente de TI em função do seu ritmo e do seu orçamento. Dispomos de um amplo grupo de consultores e engenheiros certificados, apoiados por equipas de gestão do programa, que estão em posição de providenciar todos os seus profundos conhecimentos técnicos. Garantimos que o seu projeto será executado da forma certa e dentro do prazo.
close
 
 
P61-CS04